Grupo de empresários, instituições e entidades prepara cartilha sobre segurança em Eventos pós-Covid19

AMPRO apoia o Movimenta-SE, criado Minas Gerais por empresários, entidades e profissionais do setor

A AMPRO – Associação de Marketing Promocional é apoiadora do Movimenta-SE, um grupo criado por empresários, representantes de entidades regionais e nacionais, realizadores, produtores e fornecedores de Eventos. Com o intuito de endereçar aos governos locais os pleitos comuns para a sustentabilidade do setor durante a crise do coronavírus, o grupo, que iniciou em Minas Gerais, prepara um manifesto conjunto e, às vésperas do Dia do Profissional de Eventos – comemorado em 30 de abril, inicia o desenvolvimento de uma normativa atualizada com recomendações para a execução segura de eventos pós-pandemia.

“Estamos criando esse documento com base nas recomendações dos órgãos oficiais e públicos,  como Corpo de Bombeiros, Anvisa e médicos especialistas, como os infectologistas, para podermos nos programar para o futuro do setor, sabermos como nos preparar para os próximos eventos de uma forma mais viável e, principalmente, segura para todos”, afirma Rodrigo Rocha, produtor de eventos, especialista em gestão de grande públicos e um dos líderes na produção da nova cartilha.

Já são mais de 100 empresas da capital mineira, além de 18 instituições e entidades regionais e nacionais participantes do Movimenta-se – AMPRO, ABEOC Nacional, ABIH, Abrafesta, ABRAPE, ABRASEL, BHCVB, FGM, Sindiprom | Fecomércio, Instituto Unimed, ACMinas, AMIS, CDL FAEMG, FIEMG, FBHA, Sebrae, BELOTUR PBH e SECULT.

“A AMPRO aprova e apoia a iniciativa proativa desse grupo no sentido de contribuir na retomada dos eventos com segurança e responsabilidade. Outros movimentos semelhantes estão acontecendo pelo Brasil e a junção de esforços e troca de experiências serão fundamentais para uma retomada segura”, afirma o presidente executivo da AMPRO, Alexis Pagliarini.

Para Elza Tsumori, presidente do ForEventos – Fórum das Entidades do Setor de Eventos e conselheira da AMPRO, o momento é de ações rápidas para socorrer e acolher os componentes de toda Cadeia Produtiva de Eventos. “Cada um tem o seu papel a desempenhar e vejo pela primeira vez, em décadas, o nosso setor olhar para dentro de si e dar as mãos, sem olhar a quem. Não podemos permitir que esse sentimento acabe. Todos nós somos vulneráveis sozinhos, mas muito fortes juntos. Vamos buscar de forma emergencial maior facilidade para obter recursos de fluxo de caixa e sobrevivência dos trabalhadores, micros e pequenas empresas. Vamos sim, buscar comprometimento governamental para criação de novos protocolos oficiais de segurança, higiene e bem-estar para que todos se sintam mais seguros. E, vamos pedir apoio para fomento e promoção do setor aqui e no exterior. Esse trabalho já foi iniciado pelas entidades e cobraremos solução”, enfatiza.

Além da ideia da cartilha, regionalmente, o Movimenta-SE já conseguiu facilidades para obtenção de financiamentos com condições mais justas para o setor durante a crise e pretende manter o engajamento na busca de novas soluções.

“Esse trabalho conjunto de todo o setor de eventos e as entidades que os representa, sem distinção de tamanho, formato, ou tempo de existência, neste momento ímpar e inimaginável para 2020, é fundamental para manter o setor ainda mais forte e estruturado, para a sobrevivência dos nossos negócios e de toda a cadeia.  São agências, promotores de eventos, fornecedores diversos, montadoras, produtores de shows e equipes técnicas precisando se manter de pé, para quando houver a retomada. Juntos encontraremos saídas, até porque nosso setor também é, por essência, bastante criativo”, afirma Alexa Carvalho, sócia da Etc & Tal, que esteve à frente da diretoria regional da AMPRO para Minas Gerais e direciona a participação da Entidade no Movimenta-SE.

O grupo trabalha ainda em apoio aos profissionais autônomos e freelancers locais que atuam no setor, como colaboradores da limpeza, equipe técnica, carregadores, garçons, seguranças etc. Um levantamento dessas famílias tem sido feito pelas empresas, para que façam parte de um cadastro com o intuito de receberem doações, em reforço à campanha #ameeoproximo.

A indústria de Eventos impacta mais de 70 setores da economia e movimenta, anualmente, mais de R$ 930 bilhões no país. Responsável pela geração de 25 milhões de empregos diretos e indiretos, representa 12,93% do PIB, índice maior que o das indústrias automobilística, farmacêutica e a petrolífera. Com a crise do novo coronavírus, foi a primeira a ser impactada pela necessidade do isolamento social – o último levantamento da AMPRO, que consultou empresas especializadas, constatou que houve cancelamento parcial de atividades para 70,3% do mercado e 27% responderam que estão sofrendo com cancelamento total dos serviços.

Informações para imprensa

Be On Press

Camila Barini
camila@beonpress.com
(11) 98478-3776

Fechar Menu